Preço do álcool segue estável em São Paulo, diz Sincopetro

O preço do álcool hidratado, utilizado diretamente nos tanques dos veículos, segue estável nas distribuidoras e nos postos de combustível paulistas esta semana, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro). O presidente regional da entidade em Ribeirão Preto, René Abbad, informou que, após a alta entre o final de dezembro e o início de janeiro, as distribuidoras não reajustaram mais os preços aos postos e até pequenos recuos foram verificados. "Hoje o preço do álcool varia de R$ 1,18 a R$ 1,22 para os postos e algumas distribuidoras que vendiam a R$ 1,25 tiveram de recuar", informou Abbad.Em Ribeirão Preto, o preço cobrado na maioria dos postos na semana passada era de R$ 1,50 o litro e, nesta semana, o combustível é vendido entre R$ 1,48 e R$ 1,49. De acordo com o Abbad, o valor cobrado atualmente pelo litro do combustível pelas distribuidoras é cerca de 10% menor que igual período de 2006, em média R$ 0,12 e R$ 0,13 abaixo do cobrado em janeiro do ano passado. "O mercado está quieto e acho que o preço máximo do álcool será no Estado de São Paulo durante a entressafra (de cana-de-açúcar) será R$ 1,70", informou o presidente regional do Sincopetro.No ano passado, quando houve o risco de desabastecimento, o preço do litro do hidratado chegou a R$ 2,00 no Estado que é o maior produtor do combustível no País. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio nas cidades paulistas variou de R$ 1,28 a R$ 1,59 na semana passada. Em todos os municípios de São Paulo, o preço do hidratado ainda não atingiu a paridade de 70% do preço da gasolina. Até esse porcentual, é vantajoso ao proprietário de veículos flexfuel abastecer com álcool.Já a assessoria do Sindicato dos Proprietários de Postos de Combustíveis de Campinas e Região informou que o repasse de possíveis quedas nos preços do álcool para o consumidor é lento e que os preços também seguem estáveis nessa região paulista. Na semana passada, o preço médio do litro do álcool hidratado recuou 1,48% nas usinas paulistas, de acordo com levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.