Preço do aluguel residencial sobe em SP

Os preços dos aluguéis residenciais na cidade de São Paulo registraram, em setembro, alta média de 0,57%, em relação a agosto. Os dados são da Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (AABIC). No mesmo período, a inflação medida pelo IGP-M foi de 1,16%. No ano, o Índice Periódico de Valor Médio dos Aluguéis Residenciais (Ipevemar) acumula aumento de 2,17%, permanecendo, portanto, bem abaixo do índice de preços, que oscilou 8,54% no mesmo período.A pesquisa da AABIC revelou que as maiores altas dos valores locatícios em setembro ocorreram nas casas de dois dormitórios (1,91%) e nos apartamentos de três (1,37%) e dois dormitórios (0,88%). Já as quedas mais significativas dos aluguéis residenciais ofertados foram verificadas nos quitinetes (-3,66%) e nas casas de quatro (-3,47%) e três dormitórios (-3,43%).A oferta de imóveis para locação residencial permanece estável desde junho deste ano, com 35 mil unidades disponíveis ao final de setembro. No entanto, continua sendo o maior número registrado desde a implementação do Real e representa um acréscimo de 21,1% em relação ao mesmo período do ano passado, quando havia 28,9 mil casas e apartamentos no mercado residencial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.