Preço do etanol cai em 19 estados e segue competitivo em 21

Segundo pesquisa da ANP, preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,06 por litro no estado de São Paulo

Eduardo Magossi, da Agência Estado,

08 de setembro de 2009 | 13h43

O etanol combustível segue competitivo no tanque dos carros flex fuel em 21 dos 27 estados brasileiros, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, compilados pelo AE-Taxas, referentes à semana terminada em 05 de setembro. A vantagem é calculada considerando que o consumo do etanol em relação à gasolina é 30% maior e ele permanece competitivo tendo um preço até 70% do preço da gasolina.

 

Veja também:

Brasil investirá US$33 bi em produção de cana-de-açúcar

 

A gasolina está vantajosa em 4 estados e, no Piauí e Rio Grande do Norte, é indiferente o uso do etanol ou da gasolina no tanque de combustível.

 

Segundo o levantamento, os estados onde a vantagem do etanol é mais significativa são Mato Grosso (preço do etanol é 46,40% do preço da gasolina), São Paulo (53,27%), Goiás (54,30%), Paraná (56,27%), Maranhão (60,45%), Tocantins (61,52%), e Mato Grosso do Sul (62,28%). Os sete estados mais competitivos respondem por 70% do consumo de álcool do país.

 

A gasolina continua mais vantajosa principalmente em Roraima (preço do etanol é 80,04% do valor da gasolina), Amapá (73,32%) e Pará (72,88%).

 

Preços

 

Segundo a ANP, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,06 por litro no estado de São Paulo. O preço máximo foi de R$ 2,29 no estado do Pará. Na média de preços, o menor preço médio foi registrado no estado de Mato Grosso, a R$ 1,204 por litro e o maior preço médio foi o do estado de Roraima, a R$ 2,15 por litro.

 

O levantamento também revela que os preços médios do etanol combustível caíram nos postos de 19 estados brasileiro no período analisado. As cotações subiram em 8 estados. As maiores quedas foram registradas no Mato Grosso (-7,66%), Rio Grande do Sul (-3,42%), Ceará (-2,98%) e Goiás (-2,80%). As altas foram registradas no Paraná (+1,56%), São Paulo (+1,54%) e Distrito Federal (+1,47%).

Tudo o que sabemos sobre:
etanolpreçosetembro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.