Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Preço do GNV sobe 30% em São Paulo em uma semana

O preço do gás natural veicular (GNV) aumentou 30% na cidade de São Paulo na semana seguinte ao reajuste de 40% promovido pela Comgás. Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o metro cúbico do combustível foi vendido na última semana a R$ 1,500 nos postos da capital, contra os R$ 1,155 registrados na semana anterior. Na média nacional, a alta foi de 4%, para um preço médio de R$ 1,537 por metro cúbico.A alta em São Paulo é reflexo dos aumentos autorizados pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) na semana retrasada. A Comgás aumentou o preço do GNV em 40,82%, e a Gas Natural SPS, em 30,37%. A Gas Brasiliano, que opera na região Oeste, também foi autorizada a reajustar preços, mas optou por não promover alterações. O repasse médio no Estado ficou em 28,8%, para R$ 1,503 por litro.Segundo especialistas, os proprietários de veículos que rodam com álcool e GNV devem começar a fazer as contas na hora de abastecer. Isso porque o álcool vem ganhando competitividade em relação ao gás natural. De acordo com a ANP, o preço médio do álcool hidratado na capital estava em R$ 1,249 por litro na última semana, queda 3,32% com relação à semana anterior. Ainda é vantajoso abastecer com o GNV: considerando uma autonomia de oito quilômetros por litro, o álcool sai a R$ 0,156 por quilômetro rodado. Já o GNV, cuja autonomia média é de 12 quilômetros por metro cúbico, está saindo a R$ 0,125 por quilômetro. A tendência, porém, é que a diferença seja reduzida, já que o preço do álcool está em queda e costuma atingir a mínima durante o mês de julho. A ANP não detectou variações nos preços médios dos outros combustíveis pesquisados. O diesel fechou a semana passada a R$ 2,049 por litro, e a gasolina, a R$ 2,494 por litro, ambos estáveis com relação à semana anterior. O gás liquefeito de petróleo (GLP) estava custando, na média nacional, R$ 33,03 por botijão, também estável.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

09 de junho de 2008 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.