finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Preço do minério vendido pela Vale cai 5,4% no 4º trimestre, para US$ 121,34

Na comparação com outubro a dezembro de 2009, porém, houve alta de 117,2% 

Chiara Quintão, da Agência Estado,

25 de fevereiro de 2011 | 07h26

O preço médio da tonelada de minério de ferro vendida pela Vale caiu 5,4% no quarto trimestre de 2010 na comparação com o terceiro trimestre, para US$ 121,34. Na comparação com o quarto trimestre de 2009, porém, houve alta de 117,2%. O preço médio da tonelada de pelota foi de US$ 179,53, 145,2% superior ao do intervalo equivalente de 2009, mas 8,5% inferior ao do terceiro trimestre do ano passado.

A Vale registrou receita operacional com minério de ferro de US$ 8,476 bilhões no quarto trimestre de 2010, 2,8% abaixo da obtida no terceiro trimestre. Na comparação dos dois intervalos, o volume vendido de minério subiu 2,6%, para 69,860 milhões de toneladas. O total comercializado de pelotas foi de 10,681 milhões de toneladas no último trimestre de 2010, estável ante as 10.585 milhões de toneladas do terceiro trimestre.

As vendas de minério e pelotas somaram 80,541 milhões de toneladas de outubro a dezembro, 17,7% acima do total registrado no quarto trimestre de 2009 e 2,4% a mais que o volume do terceiro trimestre do ano passado.

A China continua sendo o maior mercado do minério da Vale, mas a participação do país caiu de 56,8% em 2009 para 42,9% em 2010.

Níquel

As vendas de níquel da Vale subiram 53,6% no quarto trimestre de 2010 em relação ao mesmo período de 2009, para 63 mil toneladas. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, o aumento foi de 5%. A receita operacional obtida com níquel foi de US$ 1,437 bilhão no quarto trimestre, 93,9% acima do intervalo equivalente de 2009 e 61,2% maior que o registrado no terceiro trimestre. Na comparação com o último trimestre de 2009, o preço médio aumentou 27,8% e com o terceiro trimestre do ano passado, teve alta de 7,4%.

Tudo o que sabemos sobre:
valeminériopreço médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.