Preço do ovo de Páscoa deve subir até 20%

Os ovos de Páscoa deverão chegar aos supermercados com preços entre 15% e 20% mais altos que no ano passado. As negociações ainda estão em andamento e os primeiro produtos devem chegar aos supermercados na segunda quinzena de março. O aumento dos produtos de Páscoa estará embutindo as altas registradas pelas matérias-primas, sobretudo cacau e açúcar.Pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) com 30 grandes empresas varejistas, responsáveis por 40% das vendas, apurou que, apesar dos reajustes, 54% vão comprar mais ovos em relação ao ano passado; enquanto 38% devem adquirir as mesmas quantidades e 8% vão comprar menos.As expectativas positivas com relação à data - a melhor para o setor depois do Natal, antes ainda do Dia das Mães - se devem ao efeito calendário. Este ano a festa será comemorada em meados de abril, quando o clima está mais frio, favorecendo o consumo destes produtos.Na previsão dos empresários, os ovos, entre todos os produtos típicos da época, serão novamente o produto mais procurado, com possibilidade de vender em média 15% mais que no ano passado em total de unidades. A maior saída deve ser dos produtos de 200g e 300g.Com relação aos demais produtos sazonais (peixes, bebidas, azeite, colomba pascal), as encomendas estão entre 5% e 20% maiores que no ano passado. Metade das empresas consultadas vai comprar menos bacalhau em comparação com 2002, em razão do dólar. Com isso, pode ocorrer uma procura maior por outros tipos de peixes. Metade dos supermercados participantes da pesquisa informou que comprou um volume maior de pescado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.