Preço do panetone subiu 3,74% em um ano

Os panetones vendidos na cidade de São Paulo estão em média 3,74% mais caros em relação aos preços registrados no ano passado, variação levemente superior à inflação do período medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), de 3,63%. É o que indica levantamento divulgado hoje pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP), que calculou o reajuste de preços dos principais itens da ceia natalina. De acordo com a entidade, as caixas de bombom tiveram incremento de 3,36% e as frutas em calda subiram 5,06%. O único item da ceia que ficou mais barato foram as carnes - lombo, pernil, tender e peru -, que tiveram redução média de 7,63%.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

16 de dezembro de 2009 | 17h22

A pesquisa também apurou a diferença de preço nos estabelecimentos comerciais da Capital. Entre os 102 produtos pesquisados em dez locais, a maior variação foi a do Mini Chocottone Infantil, da marca Bauducco, que em um supermercado na zona leste da cidade é vendido por R$ 5,99 e em outro na zona sul é encontrado por R$ 2,68, uma diferença de 123,51%.

O Procon-SP recomenda aos consumidores que fiquem atentos às especificações nas embalagens dos produtos, como prazo de validade, composição e peso líquido. Quando há brindes no interior do produto, a embalagem deve conter o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e a faixa etária para a qual são indicados.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãopanetoneProcon-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.