Preço do petróleo bate novo recorde histórico

O petróleo cru bateu um recorde histórico nesta sexta-feira em Nova York, alcançando US$ 58,60 dólares o barril, acima dos históricos US$ 58,28, de 4 de abril. Na Europa, o barril de petróleo Brent, de referência no continente, chegou nesta sexta-feira a US$ 57,90 na sessão do mercado de futuros de Londres, o maior preço da história. O último recorde foi registrado em 4 de abril, quando o Brent foi negociado a US$ 57,65.A preocupação sobre se a oferta será suficiente para atender o grande crescimento da demanda no último trimestre do ano é o fator que impulsiona os preços, afirmam os especialistas.A tendência de alta se acelerou desde quarta-feira, quando o mercado constatou uma queda de 1,8 milhão de barris em reservas de petróleo armazenadas nos EUA. Também diminuíram as reservas de gasolina, neste caso em 900 mil barris, o que fez crescer a preocupação dos operadores com o iminente início do verão, quando há o maior consumo em todo o ano.Os dados semanais do Departamento de Energia dos EUA revelaram, por outro lado, um aumento em reservas de gasóleo de calefação e de diesel, mas isso não freou a escalada de alta dos preços.Os operadores nova-iorquinos constataram que as refinarias trabalharam na semana passada a 96,7% de sua capacidade total, e que aumentaram a produção de produtos destilados em detrimento da gasolina.O aumento de 500 mil barris na cota de produção oficial da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), estabelecido na quarta-feira, também não conseguiu esfriar o ânimo comprador no mercado nova-iorquino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.