Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Preço do petróleo fecha em queda com retração nos estoques

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda, com a constatação de que os estoques norte-americanos do produto não cresceram conforme se esperava. Os estoques de gasolina comercial caíram na semana passada, ampliando ainda mais a diferença dos níveis atuais em relação à média de cinco anos, pouco antes do feriado do Memorial Day, que dá início à temporada de pico de consumo de combustível nos EUA. O fato de os preços estarem em níveis bastante elevados e do mercado estar carregado também evitou apreciação maior do preço do produto.O contrato para julho do petróleo cru caiu US$ 0,44 (1,07%) e fechou em US$ 40,70 o barril, dando seqüência à queda de ontem. No entanto, a desaceleração dos dois últimos dias não zerou a alta de segunda-feira, quando o contrato fechou em nível histórico de alta, a US$ 41,72 o barril. O contrato oscilou entre US$ 41,65 o barril na máxima e US$ 40,52 o barril na mínima.O contrato de gasolina de junho, que vence sexta-feira, subiu US$ 0,27 e fechou em US$ 1,4192 o galão. Em Londres, o contrato de julho do petróleo tipo brent fechou em queda de US$ 0,36 (0,96%), a US$ 37,08 o barril, depois de oscilar entre US$ 37,05 o barril na mínima e US$ 37,90 o barril na máxima. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.