finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Preço do petróleo recua, mas condição de abastecimento preocupa

Os preços dos contratos futuros do petróleo recuam, mas operadores advertem que as condições de abastecimento continuam preocupando os investidores. Portanto, dizem, as perdas desta manhã apenas preparam o terreno para compras ao longo do dia, especialmente diante da perspectiva do fim de semana. As refinarias no delta da Nigéria e no Iraque estão sob ameaça de rebeldes e as condições climáticas no Golfo do México seguem oferecendo risco. Além disso, a Yukos volta a agregar maior atenção, com declaração do primeiro-ministro russo, Vladmir Putin, de que as organizações estatais poderão fazer oferta pelos ativos da petrolífera.Se os ativos da Yukos forem vendidos para pagar parte dos impostos devidos, "qualquer um, incluindo organizações do governo, poderão lançar suas ofertas", afirmou. Putin tem dito recentemente que o objetivo do governo não é nacionalizar a companhia, tampouco levá-la à concordata.Às 9h21 (horário de Brasília), o petróleo cru caía US$ 0,35 (baixa de 0,72%), para US$ 48,11 o barril no pregão eletrônico da Nymex. Em Londres, o petróleo tipo brent cedia US$ 0,41 (0,91%), para US$ 44,72 o barril.FuracãoO furacão Jeanne deverá aproximar-se da região central e norte da costa atlântica da Flórida no domingo. O furacão Ivan retornou ontem sob a forma de tempestade à costa da Louisiana e do Texas. As chuvas continuavam caindo forte hoje.A expectativa é que a tempestade se dissipe pelo Texas neste final de semana. Já as chuvas devem persistir e causar problemas aos residentes da costa. Não está claro se as chuvas prejudicam a produção das petrolíferas da região. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

24 de setembro de 2004 | 10h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.