Preço do petróleo volta a subir no mercado futuro

Os contratos futuros do petróleo voltam a subir nos mercados internacionais, com os operadores creditando o movimento apenas a recompras técnicas e não a algum fato em particular. A alta coincidiu com a abertura da sessão regular da New York Mercantile Exchange, onde o petróleo cru para junho é negociado a US$ 39,30 por barril, com alta de US$ 0,37 (0,95%).A alta sucede um movimento de redução das mínimas vista durante o pregão eletrônico - que opera antes da abertura oficial. Na International Petroleum Exchange (IPE), o contrato futuro do petróleo tipo brent para junho sobe US$ 0,61 (1,70%), para US$ 36,58 por barril.Embora o ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali Naimi, tenha defendido, ontem, que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) eleve a oferta em 1,5 milhão de barris por dia, os analistas acreditam que se essa proposta for aprovada pelo cartel não deverá haver um alívio significativo para os preços.A justificativa para isso é o fato de que o eventual aumento da cota apenas iria legitimar o nível atual, pois estima-se que os membros do grupo já estariam produzindo cerca de 2 milhões de barris por dia acima do teto oficial de 23,5 milhões por dia.O próximo foco do mercado será a divulgação, amanhã, dos relatórios sobre reservas nos EUA. Uma pesquisa da Dow Jones junto a 11 analistas mostrou que a expectativa é de um crescimento de 500 mil barris de petróleo cru; aumento de 1,8 milhão de barris de gasolina e de 1,33 milhão de barris de destilados. O prognóstico para uso da capacidade das refinarias era de aumento de 0,5 ponto percentual, para 93,5%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.