Preço do querosene de aviação cai 13% e tarifa sobe 13%

As reduções no preço do querosene de aviação promovidas pela Petrobras não vêm sendo repassadas pelas companhias aéreas aos preços das passagens. Desde dezembro do ano passado, o combustível acumula uma queda nas refinarias de 13,8%. Já as passagens subiram 13% no período, segundo o IBGE. O preço voltará a cair 12% dia 1º de outubro. As companhias aéreas informaram que ainda não foram comunicadas oficialmente e ainda não avaliaram que tipo de impacto o reajuste terá nas tarifas. Com esta nova redução, o preço do querosene de aviação vai acumular uma queda de 23,7% em 2003.As empresas alegam que também não houve repasse integral às passagens durante o ano passado, quando o preço do combustível subiu 107%. Segundo dados do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), as passagens subiram apenas 40%. O presidente da entidade, Georges Emarkoff, não foi encontrado para comentar o assunto.A alta no preço das passagens é apontada, ao lado da retração econômica, como uma das responsáveis pela queda na ocupação dos vôos em 2003. Segundo levantamento do Departamento de Aviação Civil (DAC), o tráfego de passageiros no transporte aéreo brasileiro registrou uma redução de 9,1% no primeiro semestre de 2003. Desde julho de 2002, não há um aumento no número de passageiros, segundo o DAC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.