Preço dos biscoitos deve aumentar

A queda de 5% nas vendas de biscoitos registrada na indústria no primeiro trimestre de 2001 em comparação com o mesmo período do ano passado não impedirá que os fabricantes reajustem os preços. As empresas pretendem repassar ao consumidor a alta de custos gerada pela variação cambial. A alta da moeda norte-americana no período recaiu sobre o preço do trigo - principal matéria-prima do setor, representando 70% dos custos. "A alta do dólar está provocando aumento nos custos que serão repassados aos preços", garante José Reis, vice- presidente da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos (Anib). A partir de 1º de maio as novas tabelas irão embutir reajustes que variam entre 6% e 8%. "Em alguns casos poderá atingir até 10%", avisa. A Marilan Indústria Alimentícia - 4ª no ranking na produção nacional de biscoitos - aumentará os preços 8% em maio e não acredita que a demanda cairá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.