EFE/Antonio Lacerda
EFE/Antonio Lacerda

Preço médio do metro quadrado de apartamentos tem a menor alta desde 2011

Segundo pesquisa do FipeZap, em 12 meses até março o preço avançou 0,53%, o que representa uma queda real de 8,1% se descontada a inflação

Reuters

05 de abril de 2016 | 09h01

RIO - O preço médio do metro quadrado de apartamentos anunciados em 20 cidades brasileiras teve leve alta de 0,03% em março ante fevereiro, enquanto em 12 meses subiu 0,53%, o menor resultado da série histórica iniciada em 2011, segundo levantamento FipeZap.

"Como a inflação esperada para o IPCA neste período é de 9,50%, o preço médio anunciado do metro quadrado (em 12 meses) apresentou queda real de 8,10%", disse o FipeZap, em nota.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial brasileira, subiu 0,43% em março, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice acumulado em 12 meses até março alcançou 9,95%.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
'Como a inflação esperada para o IPCA é de 9,50%, o preço médio do metro quadrado apresentou queda real de 8,10%' - FipeZap
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Segundo o levantamento, as cidades que tiveram queda nominal nos preços do metro quadrado sobre fevereiro foram Rio de Janeiro (-0,18%), Fortaleza (-0,8%), Recife(-0,42%), Niterói (RJ, -0,31%), Santos (SP, -0,21%) e Contagem (MG, -0,24%).

Em 12 meses, todas as cidades pesquisadas ficaram abaixo do IPCA-15, sendo o resultado mais alto ocorrendo em Florianópolis, de 9,5% no período.

O preço médio do metro quadrado nas 20 cidades pesquisadas no mês passado foi de R$ 7.615, segundo a pesquisa. No Rio de Janeiro, o valor continua sendo o mais caro do País (R$ 10.371), seguido por São Paulo, de R$ 8.617.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.