Preços ao consumidor sobem 1,9% na zona do euro

O índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 1,9% na zona do euro em maio em relação ao mesmo mês do ano passado, aceleração inferior a meta de 2% do Banco Central Europeu (BCE), segundo dados preliminares da Eurostat. É a segunda vez em três anos que a taxa de inflação fica abaixo da meta do BCE. Analistas especulam que a desaceleração dos preços abre espaço para que o BCE considere corte nas taxas de juro na reunião de quinta-feira. Muitos economistas prevêem redução de 0,50 ponto percentual nas taxas, acima da estimativa anterior de corte de 0,25 ponto percentual. Os economistas atribuem a retração nos preços à queda nas cotações do petróleo, após a conclusão da guerra no Iraque. Além disso, o enfraquecimento das economias na região não permite que as companhias elevem seus preços e a alta do euro está tornando os bens importados mais baratos, acrescentam. A Eurostat não dá detalhes de dado preliminar. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.