Preços ao produtor sobem 1% em abril na Alemanha

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha, a maior economia da zona do euro, subiu 1% em abril ante março e avançou 6,4% em relação a abril do ano passado, de acordo com o escritório de estatísticas do país, o Destatis. Os números superaram as estimativas dos economistas, que esperavam alta mensal de 0,7% e anual de 6%.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

20 de maio de 2011 | 09h35

Segundo o Destatis, os preços da energia foram os responsáveis por boa parte do crescimento do índice em abril, ao registrarem aumento de 11,8% ante março e de 2,6% ante abril de 2010. Excluindo energia, o PPI alemão subiu 0,4% no mês e 4,2% no ano.

Itália

As encomendas à indústria da Itália aumentaram 8,1% em março, na comparação com fevereiro, em termos ajustados sazonalmente, informou hoje o escritório nacional de estatísticas, o Istat. Este foi o maior aumento em cinco anos e levou a uma alta anualizada de 21,2% em termos brutos.

As vendas da indústria italiana, por sua vez, subiram 2,0% em março ante fevereiro, o que representa o segundo ganho consecutivo. Em relação a março do ano passado, a expansão das vendas foi de 12,2%.

Separadamente, a Istat informou que o déficit comercial da Itália com países de fora da União Europeia se ampliou para 3,1 bilhões de euros em abril, ante 1,3 bilhão de euros no memo mês do ano passado. As exportações cresceram 18% e as importações aumentaram 30%. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.