Preços caíram em 14 de 23 atividades do IPP, diz IBGE

Em outubro, 14 das 23 atividades pesquisadas no âmbito do Índice de Preços ao Produtor (IPP) registraram baixa, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os principais impactos vieram do setor de outros produtos químicos (-0,20 ponto porcentual), alimentos (-0,10 pp) e metalurgia (-0,07 pp). O IPP caiu 0,37% em outubro, contra alta de 0,57% em setembro (dado revisado). Foi o primeiro resultado negativo desde fevereiro de 2012 (-0,42%).

IDIANA TOMAZELLI, Agencia Estado

28 de novembro de 2013 | 09h49

Em termos de variação, outros produtos químicos tiveram queda de 1,80%, enquanto os preços de alimentos caíram 0,47% e a metalurgia, -0,90%. Também caíram os preços dos setores de perfumaria, sabões e produtos de limpeza (-0,05%), móveis (-0,09%), veículos automotores (-0,10%), refino de petróleo e produtos de álcool (-0,13%), equipamentos de informática (-0,15%), impressão (-0,63%), calçados e artigos de couro (0,73%), produtos de metal (-1,06%), outros equipamentos de transporte (-2,29%) e fumo (-2,60%).

Já as bebidas subiram 2,43% (a maior variação do mês e também o maior impacto de alta, de 0,07 ponto porcentual). Também tiveram avanço os preços dos minerais não metálicos (1,11%), fabricação de máquinas e equipamentos (0,89%), borracha e plástico (0,80%), farmacêutica (0,60%), madeira (0,45%), têxtil (0,43%), máquinas, aparelhos e materiais elétricos (0,15%) e confecção de artigos do vestuário (0,06%).

Tudo o que sabemos sobre:
IPPIBGEoutubroatividades

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.