portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Preços do minério de ferro devem cair entre 30-35%, diz mineradora

Os preços dos contratos de referência para o mercado de minério de ferro devem cair entre 30 e 35 por cento ante os níveis atingidos no último ano, refletindo a desaceleração da demanda por conta da recessão econômica global, informou a mineradora australiana Territory Resources Ltd nesta terça-feira.

REUTERS

17 de março de 2009 | 12h04

A Territory, que está impulsionando sua produção para dois milhões de toneladas no ano em sua unidade Frances Creek na Austrália, está reunida nesta semana com os principais consumidores na China para finalizar compromissos de vendas a longo prazo.

"Nós acreditamos que podemos determinar algo entre 30 e 35 por cento abaixo das taxas acordadas no último ano", disse Alan Cummings, gerente-geral de finanças da Territory.

A BHP Billiton e a Rio Tinto estão bloqueadas nas negociações com consumidores do norte da Ásia sobre os preços para minério vendido sob o contrato para o ano começando em 1o de abril.

As negociações estão sendo conduzidas contra um cenário de fraqueza da demanda por matérias primas, à medida que o uso mundial de aço está sendo atingido pelo seu maior declínio desde o final da 2a Guerra Mundial.

A CLSA Asia-Pacific Markets disse em uma pesquisa divulgada nesta terça-feira que espera uma contração dos preços de minério de ferro de 30 por cento neste ano, contra 20 por cento de queda previsto anteriormente.

A companhia disse que há pouco incentivo dos produtores de minério de ferro para definir os preços de mercado à medida que havia uma expectativa da que a demanda chinesa poderia se normalizar com as medidas de estímulo do governo.

A CLSA ainda informou que os preços à vista do minério de ferro na China devem recuar 21 por cento, para 67,50 dólares por tonelada, ante 85 dólares por tonelada no mês passado, em meio a um aumento dos estoques nos portos chineses.

"No curto prazo, nós acreditamos que o risco para os preços à vista do minério de ferro deve se manter para o negativo e os produtores de minério de ferro australianos continuarão adiando a determinação até que o aumento da demanda seja visível", afirmou a companhia.

(Reportagem de Bruce Hextall)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSMINERIOPRECOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.