Preços do petróleo devem permanecer elevados, diz Gabrielli

Presidente da Petrobras afirma que demanda pela commodity em emergentes é menos elástica ao câmbio

Nalu Fernandes, da Agência Estado,

10 de junho de 2008 | 13h02

Os preços do petróleo devem permanecer elevados e voláteis no mercado internacional nos próximos anos, na avaliação do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. Durante palestra em Nova York, sem projetar um nível de preços, o executivo observou que a demanda pela commodity em diversos emergentes é menos elástica à variação dos preços do petróleo em dólar. Veja também:Preço do petróleo em alta "Eu sei que (o preço do óleo) vai ser maior, muito mais alto do que no passado, mas não posso dar um número, pois sei que vai estar errado", disse para jornalistas após participar de evento organizado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, em NY. Sobre a demanda pelo petróleo, o executivo citou a questão do cambio, em função também do diferencial de taxas de juros, observando que a depreciação do dólar ocorre ante diversas moedas, entre elas, real, euro e iene. Ele acrescentou que em diversos países emergentes, como a China, que não tem cambio flutuante, a demanda é menos sensível à variação dos preços do óleo em dólares. No lado da oferta, Gabrielli disse não esperar que mais petróleo venha do Oriente Médio no curto prazo, ou seja, em um período de 3 a 4 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.