Preços do varejo no RJ sobem 0,34% em agosto

Os preços do comércio varejista do Rio de Janeiro, medidos pelo Índice de Preços do Comércio Varejista Amplo (IPCV-Amplo), subiram 0,34% em agosto, segundo informou hoje o Instituto Fecomércio-RJ, em sua pesquisa sobre o tema. É a quarta alta consecutiva do índice, que, em julho, apresentou alta um pouco menor, de 0,31%, segundo a entidade. Com a elevação, o indicador acumula no ano taxa de 1,43% e, em 12 meses, aumento de 2,60%.Em agosto, a maior alta de preços foi registrada no grupo Alimentação (1,24%). Esse grupo já tinha apresentado três porcentuais de alta nos meses anteriores (0,46% em julho, 0,97% em junho e 0,63% em maio). "Mas desde março de 2003, quando subiram 1,55%, os alimentos não encareciam tanto", informou o Instituto, em comunicado. Houve alta de preços em limão (37,92%), chuchu (30,39%), beterraba (27,34%), tomate (23,16%), cebola (21,63%) e açúcar (20,37%).Em comunicado, o diretor do instituto, Luiz Roberto Cunha, explicou que a redução da alíquota do PIS/Cofins para a farinha de mandioca, o arroz e o feijão, anunciada pelo governo, não evitou que o grupo Alimentação apresentasse alta pelo quarto mês consecutivo. "Em agosto, o aumento dos preços dos alimentos foi o maior nesses quatro meses, por causa dos efeitos climáticos sobre as safras de alguns hortifrutigranjeiros", explicou o economista.Já o grupo Vestuário apresentou a maior queda do mês de agosto (1,14%). É a segunda redução de preços consecutiva no grupo, depois de três meses de alta (de abril a junho). Os demais grupos pesquisados apresentaram as seguintes variações: Manutenção Predial (+0,87%), Veículo (+0,33%), Artigos de Residência (0,07%), Despesas Pessoais (0,59%) e Saúde e Higiene Pessoal (0,72%). Para a apuração do índice, são coletados mensalmente 37.840 preços, de 1.892 produtos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.