Preços do varejo no RJ subiram menos em julho

Os preços no comércio subiram menos no município do Rio de Janeiro em julho, segundo apurou pesquisa do Instituto Fecomércio-RJ, divulgada hoje. De acordo com a organização, o Índice de Preços do Comércio Varejista Amplo (IPCV-Amplo) do município do Rio apresentou alta menor em julho: 0,31%, ante 0,66% em junho. Com esse resultado, o acumulado deste ano do indicador está em 1,19%. O total em 12 meses até julho passou para 2,34%.A maior alta de preços foi registrada no grupo Saúde e Higiene Pessoal, cujos produtos ficaram, em média, 0,63% mais caros. Em julho, o comportamento do grupo foi influenciado pelas altas nos preços dos analgésicos (3,42%) e do creme dental (2,87%). Já o grupo Vestuário apresentou a maior queda de preços no mês, com variação negativa de 0,37%.Os demais grupos apresentaram as seguintes variações: alta de 0,51% para Despesas Pessoais, alta de 0,46% para Alimentação, alta de 0,42% para Veículo, queda de 0,12% para Artigos de Residência e queda de 0,15% para Manutenção Predial. Em comunicado, o diretor do Instituto, Luiz Roberto Cunha, destacou a desaceleração de preços no grupo alimentação, cujos preços subiram 0,97% em junho.Ele observou que, embora seja o segundo mês consecutivo em que a cebola apresenta a maior alta de preços (21,61%) entre todos os produtos pesquisados, o recuo nos preços do grupo Alimentação contribuiu bastante para que o IPCV-Amplo apresentasse taxa menor em julho. "Vários produtos voltaram a seu patamar normal de preços, depois dos efeitos do frio antecipado", ressalta Cunha, no comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.