Preços dos imóveis na Espanha continuam a cair

Dados do 2º trimestre indicam que economia espanhola está longe de reverter crise do crédito imobiliário 

Agência Estado,

19 de julho de 2013 | 13h13

MADRI - Os preços das residências na Espanha continuaram a perder força no segundo trimestre, sugerindo que o país está longe de se recuperar da crise do crédito imobiliário que o forçou a pedir um socorro para seus bancos.

Os preços declinaram 7,6% no segundo trimestre, em bases anuais, e recuaram 2,4% em relação ao primeiro trimestre, mostrou um relatório preparado pelo Ministério dos Trabalhos Públicos. O preço médio por metro quadrado foi de 1.481,7 euros (US$ 1.942,36), uma queda de 29,5% em relação ao primeiro trimestre de 2008.

A Espanha está enfrentando uma recessão prolongada que foi precipitada pelo estouro de uma bolha de crédito habitacional há cinco anos. No ano passado, os bancos do país transferiram bilhões de dólares em maus empréstimos imobiliários a um "banco ruim" apoiado pelo governo e estabelecido com a ajuda dos fundos de resgate da zona do euro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise na EuropaEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.