Preços na Alemanha aliviam inflação na zona do euro

A inflação desacelerou emcinco Estados alemães em abril, segundo dados divulgados nestasegunda-feira, sugerindo que as pressões nos preços na zona doeuro recuaram e com eles o risco de um aumento na taxa de jurospor parte do Banco Central Europeu. A inflação cedeu um ponto percentual no Estado maispopuloso, North Rhine-Westphalia, e desacelerousignificativamente em quatro outros Estados este mês, de acordocom números oficiais. Numa primeira visão sobre as tendências na zona do euro, osnúmeros alemães mostraram uma queda nos preços entre 0,2 e 0,3por cento no mês, apoiando expectativas de uma alta de 0,2 porcento na Alemanha em abril. O euro caiu contra do dólar seguindo os primeiros dados, deacordo com números da Reuters. Bernd Weidensteiner, economista no DZ Bank, afirmou quedepois de uma queda na confiança empresarial em abril, os dadosde inflação devem dispersar quaisquer receios prolongados sobreuma possível elevação nos juros pelo BCE para reduzir aspressões inflacionárias. "Não creio que haja realmente muito perigo de um aumentonos juros, mas ainda estamos longe de ver um corte",acrescentou. "Isso não é uma coisa que o BCE irá discutir anteso final do ano na melhor das hipóteses." "Com o preço dos alimentos subindo e o petróleo em altarecorde, acho que os números de maio podem vir piores. Podemosver a inflação na zona do euro em 3,3 por cento em abril, não avejo mais fraca." A inflação na zona do euro teve recorde de 3,6 por cento emmarço, fazendo com que Lorenzo Bini Smaghi, membro do conselhodo BCE, a descrevesse como "intolerável". Outras autoridades doBCE elevaram a possibilidade de um aperto na política monetárianas semanas recentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.