portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Preços no atacado dos EUA sobem menos que o esperado

Elevação menos intensa nos custos de energia levam o PPI a alta de 0,1% em fevereiro, ante 0,8% em janeiro

Reuters e Agência Estado,

17 de março de 2009 | 09h44

Os preços no atacado dos Estados Unidos subiram menos que o esperado em fevereiro, em razão de uma elevação mais amena dos custos de energia. Já o núcleo do índice superou ligeiramente a previsão.

 

Veja também:

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

especialDicionário da crise  

 

O Departamento do Trabalho informou nesta terça-feira que o Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) avançou 0,1% em fevereiro, ante alta de 0,8% em janeiro. Analistas previam um dado de 0,4%. O núcleo subiu 0,2% em fevereiro, ante alta de 0,4% em janeiro e previsão de 0,1%.

 

Na comparação com igual mês do ano passado, o índice caiu 1,3%, a maior queda nessa base de comparação desde setembro de 2002. O núcleo do PPI, que exclui alimentos e energia, subiu 4% em fevereiro ante fevereiro de 2008, menos que a alta de 4,2% registrada em janeiro ante janeiro de 2008.

 

Os preços de energia avançaram 1,3% em fevereiro ante janeiro, puxados pelo aumento de 8,7% nos preços de gasolina, informou o Departamento de Trabalho. Os preços de alimentos, por sua vez, caíram 1,6%, no maior declínio em dois anos.

 

Os preços de matérias-primas declinaram 4,5% em fevereiro ante janeiro, embora o núcleo desses preços tenha avançado 1,5%. Os preços de bens intermediários caíram 0,9% em fevereiro, enquanto o núcleo dessa medida recuou 0,6%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.