finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Preços no atacado têm forte alta e IGP-M é o maior desde 2004

Índice sobe 0,98% no mês, reforçando as preocupações com o comportamento dos preços no País

REUTERS

29 de agosto de 2007 | 08h53

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) em agosto subiu bem mais do que o esperado, registrando a taxa mais alta desde 2004 e reforçando as preocupações com o comportamento dos preços no País.   O indicador registrou no mês uma alta de 0,98%, bem acima da variação apurada em julho - quando subiu apenas 0,28% - e das projeções feitas pelos analistas, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira, 29, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). No levantamento feito pela Reuters, economistas estimavam que o IGP-M registraria um avanço de 0,73% neste mês.  Boa parte da aceleração verificada no indicador foi provocada pelo forte aumento dos preços no atacado. O índice de preços deste segmento - o IPA, responsável por 60% do índice - saltou 1,31%, ante ganho de 0,26% no mês anterior. O índice de matérias-primas brutas avançou 4,26%, puxado pelo comportamento dos preços de itens como milho, laranja e tomate, que tiveram altas expressivas.  Na outra ponta, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) - que mede os preços no varejo - subiu 0,39%, depois de ter avançado 0,34% em julho. A principal contribuição neste caso para a aceleração partiu do grupo Habitação, onde os preços subiram 0,17%, depois de terem recuado 0,24% no mês anterior. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, registrou um aumento de 0,35%, frente ao ganho de 0,21% no mês anterior.  No ano, o IGP-M acumula alta de 2,75%. Nos últimos 12 meses o avanço é de 4,63%. O IGP-M de agosto foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 de julho e 20 deste mês.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROIGPMAGOSTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.