Preços no MAE indicam sobra de energia nas hidrelétricas

A energia negociada no Mercado Atacadista de Energia (MAE) continua quase no menor preço previsto pelo software que calcula as tarifas desse mercado, o que indica sobra na energia gerada pelas hidrelétricas. O megawatt-hora na região sudeste no horário de maior demanda (18h às 21h) foi cotado em R$ 4,35 para os negócios a serem concretizados na semana que vem. Isso representa alta de 8,75% em relação ao patamar desta semana, mas esse preço ainda está muito abaixo do custo de produção, que está acima de R$ 50 o MWh. Além da região sudeste, a tarifa de maior demanda registrou alta também nos submercados do Norte e Nordeste, com a tarifa subindo para R$ 4,06. Nos demais horários o MWh continuou em R$ 4,00, que é o piso para os negócios nesse mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.