Preços que subiram com o dólar caem pouco

Alguns produtos que subiram de preço no ano passado, em razão da alta do dólar, estão caindo bem devagar, mesmo com a retração nas vendas. O óleo de soja, que teve um reajuste de 74% em 2002, encerrou o primeiro semestre deste ano com queda de preço de apenas 11%. A farinha de trigo chegou a subir 75% no ano passado e caiu só 13%; o açúcar ficou 59% mais caro e recuou 4%; o macarrão subiu 47% e este ano caiu 9%; a carne bovina registrou alta de, em média, 10% para recuar cerca de 4%.De acordo com avaliação da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), que analisa mensalmente o comportamento de preços de uma cesta de 35 produtos, a queda não deve ocorrer na mesma proporção da retração do dólar. A expectativa é de que, diante da fraca demanda, os preços continuem em trajetória de queda pelo menos nos próximos dois meses, podendo se estabilizar a partir de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.