Preços sobem nas feiras livres

Durante a semana passada, apenas consumidores que foram às compras nas feiras livres encontraram produtos com preços maiores do que os registrados na semana passada. Segundo levantamento semanal do InformEstado, em média o custo dos legumes, ovos, verduras e frutas ficou 1,90% acima do registrado no período anterior. Nos supermercados, os mesmos produtos apresentaram queda de 5,10%.Ainda nos supermercados, os alimentos e os artigos de higiene e limpeza ficaram, em média, 0,10% abaixo dos valores registrados na semana anterior. Na primeira semana de outubro, houve queda também, de 0,46% no preço da cesta básica calculado pela Fundação Procon/Dieese.A pesquisa InformEstado mostra que os itens que mais puxaram para baixo a média de preços dos hortifrutigranjeiros nos supermercados foram os legumes, com queda de 10,68%. O quilo da abobrinha, por exemplo, caiu 10,68% no período, e o da berinjela, 20%. Nas feiras livres, a alta foi pressionada principalmente pelo aumento médio de 5,68% das verduras. O maço de salsa e cebolinha subiu 26,42% da semana passada para esta. SupermercadosNos supermercados, a média estável dos preços em relação à semana passada apontada pelo InformEstado decorre da pequena variação registrada em todos os nove grupos avaliados. Segundo análise do Procon/Dieese, a estabilidade da cesta básica, comum no período que antecede o pagamento dos salários, deve ser rompida na segunda semana do mês, ainda que de forma moderada. A previsão é de que nesse período os preços das carnes bovinas, que na primeira semana apresentaram quedas alternadas com altas pouco significativas, poderão sofrer elevações por conta da reduzida oferta neste mês. A pesquisa aponta que o frango resfriado deve ter comportamento semelhante, em função do aumento da demanda provocado pelo pagamento dos salários e pela reposição de estoques dos supermercados, que ocorre nos primeiros dias do mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.