Preços sobem nos supermercados

Os supermercados paulistas promoveram um reajuste médio de preços de 0,49% na última semana, de 5 a 12, segundo pesquisa do InformEstado. Na semana anterior os preços haviam registrado queda de 0,10%. No mês de outubro, o setor acumula alta de 0,38%, e de 3,64% no ano.Dos 73 produtos pesquisados, 38 aumentaram de preço, 22 baixaram e 13 permaneceram estáveis. Entre as categorias de produtos, a maior alta foi da carne com reajuste de 2,54%, seguida pelos produtos de limpeza com aumento de 2,17% e pelos enlatados com alta de 1,22%. As maiores quedas foram verificadas no preço dos ovos, de 2,74%; seguida pelos frios e laticínios com redução de 0,98%.Legumes e VerdurasNas feiras, os produtos in natura tiveram queda de 0,24% nos preços. Nos supermercados, a queda chegou a 4,12%. No acumulado do mês, as feiras tiveram alta de 1,65% e os supermercados de 4,12%. No ano, as feiras livres acumulam aumento de preços de 10,71% e os supermercados de 4,96%.Na feiras, o maior reajuste foi dos legumes (1,48%). Nos supermercados todos os grupos registraram queda. A cesta básica do Procon pesquisada diariamente teve alta, de 11 para 13 de outubro, de 0,19%. Seu preço médio, que era de R$ 139,58, passou para R$ 139,84. O grupo alimentação variou 0,34%, limpeza teve queda de 0,66% e os produtos de higiene pessoal de 0,15%.Dos 68 itens pesquisados, 24 tiveram alta, 20 baixaram de preço e 24 permaneceram estáveis. Os maiores aumentos registrados foram da cebola (6,06%), da batata (3,48%) e dos ovos (3,36%). As quedas mais significativas foram da carne de segunda sem osso (1,51%), da farinha de mandioca torrada (1,28%) e da água sanitária (1,16%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.