Prédio em forma de arcos garante vista para todos

Prédio em forma de arcos garante vista para todos

Projeto tira proveito de terreno curvo para erguer empreendimento de alto padrão

Cláudio Marques, Especial para O Estado, São Paulo

29 de agosto de 2019 | 12h05

No litoral de São Paulo, entre o mar e a serra, cerco litoral de São Paulo, entre o mar e a serra, cercado de trechos da Mata Atlântica em uma área privilegiada da Rivera de São Lourenço, em Bertioga, fica o San Sebastián. O projeto do residence service de alto padrão exigiu da Sabel Incorporadora e da empresa Praias Paulistas a resolução de um desafio: construir em um terreno curvo. A solução foi erguer dois blocos justapostos em forma de arcos.

Diretor da Sabel, Abel Sarmento Rocha diz que o empreendimento tem formato em curva não só para poder aproveitar o terreno, mas também para proporcionar vista para todos, do mar ou da serra. “Tivemos de fazer um trabalho bem forte com os arquitetos para conseguir isso”, afirma.

O resultado garantiu às empresas o prêmio Master Imobiliário deste ano na categoria Empreendimento - Residencial e Comercial. “O projeto final de duas torres justapostas garante a tão necessária amplitude visual para as unidades, proporcionando a correta independência nos fluxos de circulação entre as diferentes atividades do pavimento térreo”, afirma o júri em sua justificativa para premiar o empreendimento.

O conjunto é formado por 96 unidades residenciais com diferentes projetos. Há apartamentos de dois dormitórios, sendo uma suíte, com 87 m² de área útil, e unidades duplex com três dormitórios, duas suítes, e área de 174 m². Rocha destaca, além da existência de espaços de lazer no térreo, a piscina de borda infinita e a área gourmet no topo de um dos arcos.

O empreendimento conta com pay per use para, entre outros serviços, limpeza, manutenção e até personal trainer, para quem pretende manter a malhação em dia mesmo estando no endereço da praia. De acordo com o diretor da Praias Paulistas, Frederico Ribeiro Krakauer, com ampla lista de funcionalidades e serviços, a ideia é que os ocupantes dos apartamentos tenham o mínimo possível de trabalho. Em breve, haverá mais uma facilidade: no térreo do empreendimento será instalado um restaurante. “Está todo mundo querendo facilitar a vida”, diz.

Entregue em dezembro de 2018, três anos depois da concepção do projeto, o empreendimento tem unidades que atualmente estão sendo vendidas por cerca de R$ 16 mil o metro quadrado, segundo Rocha. Krakauer afirma que cerca de 15% das unidades ainda estão disponíveis para venda. 

Antes de erguer o San Sebastián, o executivo da Sabel conta que ouviu muitos corretores do sistema integrado de vendas da Riviera para apurar o que o comprador está buscando. Esse sistema é composto por cerca de 20 imobiliárias. “Queríamos saber qual tipo de demanda está havendo e o corretor é uma boa fonte para isso, porque está em contato direto com os interessados. Conseguimos perceber o desejo do comprador.”

Para Krakauer, o prêmio é motivo de orgulho. “Sabemos que há produtos muito bons concorrendo”, diz ele, ressaltando a qualidade dos concorrentes. O executivo conta que o início da Praias Paulistas remonta o ano de 1949, quando um grupo de empresários adquiriu terrenos na Praia de São Lourenço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.