WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Prefeito de Florianópolis consegue liberação de combustível para ônibus

Manifestantes aceitaram liberar 30 mil litros de combustível após prefeito Gean Loureiro (MDB) encaminhar mensagem de apoio ao movimento

Fábio Bispo, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

26 Maio 2018 | 13h18

Depois de uma negociação na manhã deste sábado, 26, com caminhoneiros que bloqueiam a SC-407, que dá acesso a base de distribuição da Petrobrás, em Biguaçu, na Grande Florianópolis, manifestantes aceitaram liberar 30 mil litros de combustível para o transporte público de Florianópolis. A liberação só ocorreu após o prefeito Gean Loureiro (MDB) encaminhar mensagem de apoio ao movimento.

+ Greve dos caminhoneiros chega ao 6º dia

A liberação do combustível será suficiente para garantir o transporte até segunda-feira, 28, informou o município. O desabastecimento no transporte público da cidade é sentido desde quinta-feira. Na sexta, os ônibus circularam com horário reduzido e alguns veículos chegaram a deixar passageiros pelo caminho depois de faltar combustível.

Na mensagem encaminhada aos caminhoneiros, o prefeito Gean Loureiro diz que apoia a manifestação e fala sobre “mudança dessa posição que vem sendo tomada pelo governo federal”.

+ Pelo menos dez aeroportos estão sem combustível

Os caminhões deixaram a base da Petrobras escoltados pela Guarda Municipal. O transporte coletivo em Florianópolis opera neste sábado, 26, com horário de domingo. A previsão para segunda é que a frota de mais de 500 veículos circule com horário de sábado.

Mais conteúdo sobre:
greve Florianópolis [SC] caminhoneiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.