Prefeitos contabilizam os royalties com a Petrobras

A descoberta de reservas de petróleo e gás na Bacia de Santos vai trazer mais dinheiro para os municípios do Litoral Norte paulista e da Baixada Santista. Prefeitos de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião, Santos, Bertioga e Guarujá comemoram o anúncio da Petrobras e vêem novas possibilidades de desenvolvimento para a região. ?Não tenho dúvida se a descoberta vai beneficiar as cidades do Litoral Norte e principalmente São Sebastião, promovendo maior desenvolvimento da cidade?, disse o prefeito de São Sebastião, Juan Garcia (PPS). A maior parte do petróleo da nova reserva deve ser escoada pelo Terminal Almirante Barroso, o Tebar, que fica no município. Atualmente, o Tebar, o maior terminal marítimo da América do Sul e o mais importante do sistema Petrobras, movimenta cerca de 800 mil barris de petróleo por dia, cerca de 50% de todo o produto consumido no País, além de operar outros 55 mil barris de gasolina por dia para exportação. Em Caraguatatuba, vai começar a ser construída em dezembro a unidade processadora projetada pela Petrobras para a explorar o gás descoberto na Bacia de Santos há três anos. O cronograma está atrasado, já que o início das obras estava previsto para o fim de agosto. Descoberta em 2004, a reserva é a maior do País e tem capacidade para exploração de 420 bilhões de metros cúbicos de gás natural. Todo o projeto vai receber investimentos de cerca de US$ 2 bilhões da Petrobras. A previsão é de uma vazão de 15 milhões de metros cúbicos por dia. O gás sairá da Bacia de Santos por um gasoduto submarino de 165 quilômetros e 34 polegadas. Depois do tratamento, na unidade processadora, segue por outro gasoduto, de 32 polegadas, percorrendo 68 quilômetros até Taubaté e daí para a malha sudeste de gasodutos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.