Priscila Mengue/ Estadão
Priscila Mengue/ Estadão

Prefeitura de SP faz nova reunião para definir estratégias diante da greve dos caminhoneiros

Por enquanto, apenas a coleta seletiva está suspensa por tempo indeterminado

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

28 Maio 2018 | 11h09

SÃO PAULO - O Comitê de Gerenciamento de Crise da Prefeitura de São Paulo se reúne nesta segunda-feira, 28. Além do prefeito Bruno Covas (PSDB), secretários também participam da reunião. 

Daqui a pouco, um balanço da situação dos serviços na cidade deverá ser divulgado. Na reunião, secretários já discutem que há apenas combustível suficiente para garantir o Serviço Funerário até terça-feira. 

+++ Greve dos caminhoneiros entra na 2ª semana; acompanhe ao vivo

Segundo balanço da SPTrans,  59% da frota de ônibus prevista para o período operava às 10 horas. O número está abaixo da estimativa divulgada por Covas no domingo, que era de 60 a 80% do total do efetivo.

A medida é necessária para garantir que a frota esteja operacional no fim da tarde e noite. Em virtude da greve nacional dos caminhoneiros, que afeta o abastecimento de combustível para o sistema municipal de transporte, as empresas estão com baixo estoque de óleo diesel. A frota de trólebus está 100% operacional.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo [cidade SP] greve caminhoneiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.