Pregão de dólar à vista na BM&FBovespa bate recorde de volume

A plataforma eletrônica de negociações de dólar à vista na BM&FBovespa bateu recorde de volume nesta segunda-feira, a menos de uma semana da mudança da principal taxa de referência do mercado de câmbio.

REUTERS

27 de junho de 2011 | 19h02

De acordo com a bolsa, o pregão desta segunda teve giro de 537,75 milhões de dólares, superando o recorde anterior de 520 milhões de dólares atingido em 20 de outubro de 2009.

A taxa Ptax, usada pelo mercado como a principal referência para contratos e derivativos em dólar, terá seu cálculo alterado a partir desta sexta-feira. A mudança deve diminuir o volume das operações combinadas entre o mercado futuro e à vista no balcão, chamadas de "casadas" no jargão do mercado.

A alteração na Ptax, que é calculada pelo Banco Central, abriu a oportunidade para que a bolsa ofereça uma taxa alternativa ao mercado e, com isso, tente atrair mais negócios para sua plataforma de negociação de dólar à vista.

Essa taxa alternativa deve ser implementada a partir de setembro ou outubro, disse nesta segunda-feira o diretor de Renda Fixa e Câmbio da BM&FBovespa, Sérgio Goldenstein, em entrevista à Reuters, e futuramente pode substituir a Ptax na liquidação de derivativos de câmbio.

Atualmente, a maior parte da liquidez no câmbio à vista se concentra no mercado de balcão, fora do pregão da bolsa.

Nesta segunda, mesmo com o recorde no pregão eletrônico, a câmara de compensação da BM&FBovespa liquidou 2,3 bilhões de dólares em operações no mercado de balcão.

(Reportagem de Silvio Cascione)

Tudo o que sabemos sobre:
DOLARBMFRECORDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.