Prejuízo da Rhodia sobe a US$ 60,1 milhões

O grupo francês de produtos químicos Rhodia SA anunciou um prejuízo líquido de 63 milhões de euros (US$ 69 milhões) no primeiro trimestre de 2003, em relação ao prejuízo de 6 milhões de euros em igual período do ano passado. A receita no trimestre caiu para 1,43 bilhão de euros (US$ 1,56 bilhão), em relação ao 1,71 bilhão de euros em 2002. A empresa informou que a desvalorização do dólar, a menor demanda e aumentos nos custos com matéria-prima fizeram com que o prejuízo fosse maior no primeiro trimestre. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 112 milhões de euros (US$ 122,8 milhões) no período, ante os 197 milhões de euros em 2002. O declínio do Ebitda veio em linha com a estimativa da companhia, porém os encargos financeiros e fiscais foram maiores do que o esperado, afirma um analista. As margens declinaram em três das quatro divisões da Rhodia, com a unidade de produtos farmacêuticos e agroquímicos sendo a mais afetada. Essa divisão, que representa cerca de 15% da receita total da companhia, teve um Ebitda negativo de 3 milhões de euros (US$ 3,2 milhões), ante um Ebitda positivo de 19 milhões de euros em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.