Prejuízo trimestral da JetBlue cai 64%, para US$ 8 mi

A companhia aérea de baixo custo americana JetBlue Airways, de propriedade de David Neeleman, que está criando uma empresa aérea no Brasil, obteve uma redução do seu prejuízo no primeiro trimestre, em comparação com as perdas do mesmo período de 2007. O resultado negativo caiu 64%, para US$ 8 milhões, ante um prejuízo de US$ 22 milhões entre janeiro e março do ano passado.A receita subiu 34% nas mesmas bases de comparação, para US$ 816 milhões, de US$ 608 milhões. "Continuamos a prever saudável demanda ao longo de nossa malha, e somos estimulados com a abordagem mais disciplinada do setor em relação à capacidade", disse a companhia, num comunicado.Para ajudar a compensar a elevação das despesas com combustível, a empresa começará a cobrar uma tarifa de segunda bagagem, no valor de US$ 20. A JetBlue foi fundada por David Neeleman em 1998. Em maio, o executivo deixará o conselho de administração da empresa para se dedicar integralmente à companhia que está criando no Brasil, com início de operações previsto para 2009. United AirlinesA UAL Corp., controladora da companhia aérea americana United Airlines, informou nesta manhã que seu prejuízo disparou 253% no primeiro trimestre deste ano, para US$ 537 milhões, de US$ 152 milhões no mesmo intervalo de 2007. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.