Prejuízos causados por raios podem ser indenizados

Consumidores que tiveram prejuízos pela perda de alguns de seus eletrodomésticos ou eletroeletrônicos pela ocorrência de raios podem ser ressarcidos. No entanto, isso depende dos meios que conduziram o raio até o local atingido, esclarece o consultor da Comissão de Serviços Públicos de Energia (CSPE), Moacyr Andrade.Se a descarga passar para dentro da residência por intermédio de antenas de TV, por exemplo, a responsabilidade é do proprietário. Mas, se o condutor for a rede elétrica, não há discussão: as concessionárias são obrigadas a ressarcir o consumidor, independentemente do valor. A origem dos estragos é descoberta por meio de vistoria feita pela concessionária. Para se precaver, o consumidor também pode consultar técnicos de manutenção de equipamentos eletrônicos ou de instalação de fios elétricos.Andrade explica que durante muito tempo as distribuidoras de energia contestavam a indenização desse tipo de dano, alegando que se tratava de um caso casual. "Mas hoje essas ocorrências podem ser prevenidas." A tecnologia permite detectar os locais mais atingidos pelos raios, diz. A partir daí, basta fazer manutenção freqüentemente, instalar pára-raios em locais menos protegidos e ter um sistema de aterramento bom. Vale ressaltar, porém, que a proteção com eficiência de 100% não é possível.CuidadosA técnica da área de serviços do Procon-SP, Marcia Cristina de Almeida Oliveira, recomenda ainda que o cidadão conserve a fiação interna da residência sempre em ordem. "Evite manter fios descascados ou benjamim com muitos aparelhos ligados; isso pode atrair raios", aconselha. Marcia explica que a concessionária pode recusar-se a indenizar o cliente se o imóvel estiver em condições precárias.Verificado dano em equipamentos, uma dica, é consultar os vizinhos para saber se também tiveram algum tipo de problema. Caso afirmativo, a reclamação poderá ser feita em grupo, o que reforça a possibilidade de indenização, diz.O registro da ocorrência deve ser feito na agência da concessionária mais próxima da residência do cliente. As empresas têm dez dias para apresentar uma resposta. Pelo menos, essa é a posição adotada pela Eletropaulo, explica o gerente de relações institucionais da concessionária, Gilberto Menezes. Caso não concorde com a decisão, o consumidor pode fazer a denúncia na CSPE pelo telefone 0800-555591 ou nas unidades do Procon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.