Premiê chinês diz que preços continuarão caindo

Em artigo no Finacial Times, Wen Jiabao ressalta que os preços devem cair de modo sustentado

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de junho de 2011 | 12h27

As políticas adotadas pela China para conter a apreciação dos preços os colocou em uma margem controlável, escreveu o primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, em artigo no Financial Times de quinta-feira, 23, acrescentando que os preços devem cair de modo sustentado.

"A China fez do controle da alta dos preços a prioridade da regulação macroeconômica e introduziu uma série de políticas de metas. Elas têm funcionado. O nível geral dos preços está dentro de uma margem controlável e deve cair de modo sustentado", escreveu Wen.

Ele acrescentou que as importações estão crescendo rapidamente e que "confia que a alta dos preços estarão sob controle firme este ano".

A China também continuará trabalhando com outros países para ajudar na recuperação econômica global, disse Wen, pedindo por um esforço orquestrado para fortalecer a coordenação de políticas macroeconômicas entre os países com responsabilidades comuns.

Ele escreveu que os países deveriam promover um crescimento forte, sustentável e equilibrado da economia global, assim como trabalharem juntos contra o protecionismo, para melhorar o sistema monetário internacional e enfrentar os desafios relacionados as mudanças climáticas, entre outros desafios.

Ele acrescentou confiar na resposta da China para a crise, por meio da expansão da demanda doméstica e estímulo à economia real, e disse que o país irá "continuar a perseguir ajustes estruturais da economia". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinapreçosinflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.