finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Premiê da China diz que dívidas estão sob controle

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, disse nesta terça-feira que as dívidas de governos locais estão sob controle e prometeu conter o déficit fiscal do país, segundo a mídia oficial chinesa.

AE, Agencia Estado

22 de outubro de 2013 | 09h57

Li também alertou que o crescimento de dois dígitos da receita fiscal exige a manutenção do déficit fiscal e do volume da dívida dentro de níveis razoáveis para sustentar uma expansão econômica mais ampla.

"Ampliamos a auditoria de dívidas de governos locais e tomamos uma série de medidas para melhorar a administração e controlar os riscos", disse Li, de acordo com a CRL Online, site da China Radio International. "O déficit fiscal da China está atualmente em 2,1% e vamos controlá-lo com rigidez."

O Escritório Nacional de Auditoria da China vem conduzindo uma pesquisa nacional desde meados do ano para medir o grau de endividamento em todos os níveis de governo.

Em 2011, a China estimou que as dívidas de governos locais somavam 10,7 trilhões de yuans (US$ 1,7 trilhão) no fim do ano anterior, mas economias preveem que a auditoria atual vá revelar um significativo aumento no montante. Para Liu Yuhui, economista da Academia Chinesa de Ciências Sociais, o total das dívidas poderá superar 20 trilhões de yuans. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
chinadívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.