coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Premiê da China sinaliza foco em criação de empregos

A China conseguirá manter o crescimento econômico em um intervalo razoável neste ano, mas essa não é a principal preocupação do governo, afirmou o primeiro-ministro da China, Li Keqiang. "Nós não estamos preocupados com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB)", disse, acrescentando que o emprego e os níveis de renda e o controle da poluição também são objetivos importantes.

AE, Agencia Estado

13 de março de 2014 | 01h28

Em entrevista coletiva após o encerramento do anual Congresso Nacional do Povo, Li reiterou que a meta de crescimento de 7,5% para o (PIB) é flexível. "Nós podemos tolerar um crescimento um pouco maior ou um pouco menor." Questionado sobre o menor nível aceitável, Li respondeu que esse seria a taxa de crescimento que irá gerar o número suficiente de empregos. A China persegue a meta de manter a taxa de desemprego urbana inferior a 4,6% neste ano.

O primeiro-ministro também disse que vê mais dificuldades para a economia neste ano, mas reafirmou que o país "tem grande potencial e resiliência". Ele ainda alertou que Pequim terá tolerância zero com funcionários corruptos, independente do seu nível de atuação dentro do governo. Fonte: Dow Jones Newswires e Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinapremiêpib

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.