Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Premiê da Itália minimiza risco de contágio da Espanha

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, minimizou nesta quarta-feira o risco de os problemas econômicos da Espanha se espalharem para o resto da Europa, e disse acreditar que a crise da dívida da zona do euro esteja perto do fim.

REUTERS

28 de março de 2012 | 09h02

No fim de semana passado Monti expressou preocupação sobre a situação das finanças na Espanha e advertiu que não seria preciso muito para reacender a crise da dívida da zona do euro e retomar o risco de propagação para a Itália.

Nos últimos dias, porém, ele adotou tons mais otimistas.

"A Espanha, tenho certeza, está em um caminho firme de consolidação orçamentária", disse Monti a repórteres em Tóquio, aonde chegou após participar de uma cúpula sobre segurança nuclear na Coreia do Sul.

"E o contágio como um todo, espero, em breve pertencerá ao passado, agora que mais disciplina foi adotada pela maioria dos Estados-membros, e agora que as barreiras de proteção estão em processo de fortificação", disse.

Na terça-feira, Mario Monti se reuniu com o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, à margem da cúpula nuclear em Seul, e após a reunião disse que tinha "confiança total" na gestão econômica de Madri.

(Reportagem de Shinichi Saoshiro)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMONTIESPANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.