finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Premiê e BC de Portugal dão garantias a investidores e depositantes sobre BES

O banco central de Portugal e o primeiro-ministro do país garantiram investidores nesta sexta-feira que os problemas na família fundadora do maior banco português, o Banco Espírito Santo, não comprometem a estabilidade do sistema financeiro, a solvência do BES e os depósitos.

REUTERS

11 de julho de 2014 | 07h33

O BC de Portugal afirmou em comunicado que "levando em conta informações divulgadas pelo BES... ele tem capital suficiente para acomodar possíveis impactos negativos de sua reconhecida exposição ao braço não financeiro do Grupo Espírito Santo sem comprometer as exigências mínimas de compulsório".

"Os depositantes do BES podem ficar calmos, não há motivos que comprometeriam a segurança dos recursos entregues ao BES", disse.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou a repórteres que o "BES é um caso separado dos negócios da família Espírito Santo... é importante que investidores portugueses e estrangeiros entendam essa diferença e permaneçam calmos sobre o banco e nosso sistema financeiro e bancário."

(Reportagem de Andrei Khalip)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROPORTUGALBES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.