Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Preocupação com economia faz petróleo cair nos EUA

O preço do petróleo nos EstadosUnidos fechou em queda nesta quinta-feira, após comentários dochairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, que trouxeram novostemores com a saúde econômica do maior consumidor mundial dacommodity. Na Nymex, o contrato para dezembro caiu 0,91 dólar e fechoucotado a 95,46 dólares por barril, tendo sido negociado namáxima de 97,70 dólares. O tipo Brent, negociado em Londres,recuou 0,45, para 92,79 dólares. Bernanke disse que a economia dos EUA permanece resistentediante das turbulências no mercado de crédito, mas acrescentouque o país enfrenta riscos tanto de crescimento quanto deinflação, o que fez o mercado a realizar lucros. Preocupações com um enfraquecimento da demandanorte-americana e a queda do mercado de ações forçaram a quedado petróleo após o barril chegar a 98,62 dólares naquarta-feira. "Os comentários do chairman do Fed sobre riscos decrescimento e inflação na economia dos EUA ajudaram a puxarpara baixo as ações em Wall Street --e isso levou a algumarealização de lucros nos mercados de energia", disse PhilFlynn, analista da Alaron Trading em Chicago. A commodity chegou a subir mais cedo após o mau tempointerromper a produção nos campos do Mar do Norte e depois queum incêndio paralisou as atividades em uma refinaria no Texas. Os preços do petróleo subiram quase 40 por cento nosúltimos três meses por conta da desvalorização do dólar, fortedemanda pelo produto, quedas nos estoques, tensões geopolíticase especulação. Mas a cotação tem se mantido cada vez maisvolátil à medida que se aproxima dos 100 dólares. (Por Matthew Robinson em New York; Santosh Menon em Londrese Jonathan Leff em Cingapore)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.