Presidente confirma divulgação do PAC para segunda-feira

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou nesta quarta-feira, em entrevista, que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) será anunciado na segunda-feira, pela manhã. Ele disse que o Conselho Político será consultado, mas não disse quando. Ele confirmou também para domingo a última revisão das medidas do programa."Estamos fazendo um plano substancioso e muito realista. Nós não estamos trabalhando com resultados de consultoria, apenas. Estamos trabalhando com projetos exeqüíveis que têm data para começar e para terminar.", disse o presidente, que se declarou otimista e feliz. "O Brasil tem uma chance histórica e não vamos jogar fora. Acho que com um pouco mais de esforço de todos nós temos chance de dar um salto de qualidade na economia, na geração de emprego, na distribuição de renda. E eu tenho quatro anos para me dedicar a isso", afirmou.Lula da Silva prometeu aos mais de 100 prefeitos de partidos que integram a base aliada, que cada ponto a ser anunciado do PAC será cumprido. "Não é um programa para 2007, é um programa de quatro anos, que a gente quer cumprir letra por letra do que a gente disser aqui a partir da segunda-feira, porque é um projeto de grande envergadura", declarou Lula, em discurso no Palácio do Planalto."Não quero que seja mais um daqueles programas que o governante vai à TV e anuncia, anuncia, anuncia e anuncia, e termina o mandato e vocês não vêem (o que foi anunciado ser feito). Eu quero anunciar exatamente aquilo que a gente puder cumprir. Dizendo diariamente quais são as deficiências, o que está pronto, o que não está, o que falta aprontar, o que falta fazer, porque assim é que a gente vai poder passar para vocês a certeza de que as coisas que nós falamos vão acontecer no nosso país".O presidente Lula disse que não ia entrar em detalhes em relação às medidas porque, no domingo, vai fazer a última revisão do programa. Ele reiterou que todos terão "uma bela surpresa, porque no programa que nós vamos anunciar a questão de saneamento básico e habitação vai ser muito forte".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.