Presidente da Abap lamenta episódio Zeca Pagodinho

O presidente da Associação Brasileira das Agências de Publicidade (Abap), Dalton Pastore, disse nesta sexta-feira que lamenta o desrespeito a um contrato assinado, ao comentar o episódio envolvendo a participação do cantor Zeca Pagodinho em comerciais das marcas de cerveja Nova Schin e Brahma. Ele, disse, porém, que não vê problema na guerra entre marcas, porque "o mercado publicitário é assim". Pagodinho era garoto propaganda da marca Nova Schin e rompeu unilateralmente o contrato para participar de comercial da concorrente Brahma. "Nossa posição é pelo respeito à ética, às instituições e aos contratos que são os valores que fizeram da propaganda brasileira uma das mais respeitadas no mundo", afirmou Pastore, pouco antes de abrir um congresso das agências de publicidade.

Agencia Estado,

20 Março 2004 | 06h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.