Presidente da BR Distribuidora nega estar demissionário

O presidente BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, Rodolfo Landim, negou hoje, em nota oficial, a informação publicada pelo jornal britânico Financial Times de que ele estaria ameaçando deixar o cargo, caso fosse obrigado a ceder mais "querosene gratuita" para a Varig. De acordo com o jornal, os credores da companhia aérea, entre eles a BR Distribuidora e Banco do Brasil, estariam "perdendo a paciência" com a demora no desfecho das negociações sobre a dívida da companhia aérea com a estatal.Segundo a nota, "a dívida de longo prazo da Varig com a distribuidora foi renegociada em janeiro de 2001 e contabiliza um saldo a vencer até 2006 e que está sendo pago". De acordo com a subidiária da estatal, a Varig conta com outros R$ 40 milhões de linha de crédito. Quando o crédito é utilizado, o combustível passa a ser adquirido à vista, como tem ocorrido nos últimos meses, informa a nota.A BR diz que a "Varig é boa cliente há quase 30 a nos e que as relações internacionais entre as duas empresas obedecem normas contratuais entre as partes".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.