Valter Campanato / Agência Brasil
Valter Campanato / Agência Brasil

Presidente da Caixa convida parlamentares do Nordeste para café da manhã

Gesto após o 'Estadão/Broadcast' revelar que o banco reduziu a concessão de novos empréstimos para a região

Mateus Vargas e Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2019 | 12h15

BRASÍLIA - O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, convidou parlamentares da bancada do Nordeste para um café da manhã, que será realizado na próxima quarta-feira, 7. O gesto ocorre após o Estadão/Broadcast revelar que a Caixa reduziu a concessão de novos empréstimos para a região.

De janeiro para cá, 3% dos novos empréstimos concedidos pela Caixa foram destinados aos Estados e municípios do Nordeste. O porcentual só foi alcançado após o banco acelerar autorizações nos últimos dias diante da repercussão negativa da reportagem. 

O Estado mostrou que o Nordeste, até julho, havia recebido cerca de R$ 89 milhões em empréstimos concedidos pela Caixa. O valor equivale a cerca de 2,2% do total distribuído para todo o País no mesmo período, R$ 4 bilhões. Em 2018, a região recebeu 21,6% dos R$ 6 bilhões concedidos pela Caixa em operações para governos regionais. 

O Estadão/Broadcast apurou com fontes do banco e da área econômica que a ordem para não contratar operações para os Estados e municípios do Nordeste veio do próprio Guimarães. Sob condição de anonimato, as fontes confirmaram que ouviram a orientação em mais de uma ocasião.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que se tratava de um caso "igual o desmatamento", em referência a dados oficiais contestados por ele recentemente. A divulgação feita pelo Inpe levou à saída do presidente Ricardo Galvão do cargo.

Bolsonaro telefonou para Guimarães e colocou no viva-voz para que jornalistas pudessem ouvir explicações sobre o baixo volume de empréstimos ao Nordeste. "Não existe nenhuma indicação para não favorecer uma região ou outra", justificou o presidente do banco durante a ligação telefônica. "Este ano, liberamos muito mais dinheiro para a Região Nordeste. O que acontece é que você tem uma série de esteiras de análise", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.