Presidente da CEF sugere mudança no acordo com o FMI

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Mattoso, sugeriu hoje que, se o Brasil renovar o acordo com o FMI, reveja os conceitos de investimento e gasto público. Ele disse que é importante que um novo acordo permita resolver não apenas o problema do balanço de pagamento do País, mas também permita a retomada do crescimento."Os resultados obtidos indicam que o Brasil poderá ou não assinar novo acordo com o FMI. Mas assinado este acordo, para minorar os riscos no balanço de pagamento, deve ter espaço para políticas de equilíbrio e justiça", afirmou, durante palestra no seminário "Público e Privado: Parceiros do Novo Modelo Desenvolvimento", em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.