Presidente da Firjan diz que é imoral uso de pesquisas por bancos

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, criticou os bancos pelas especulações em torno das pesquisas eleitorais. "É uma imoralidade o que os bancos estão fazendo. Eles encomendam pesquisas e especulam em cima delas, atacando a nossa moeda e trazendo prejuízos à economia real", afirmou. "Existe aí, muita especulação sem consistência", disse. Segundo Gouvêa Vieira, qualquer que seja o candidato vitorioso nas eleições isso não abalará o país. "Solidificamos a democracia e a nossa moeda. Um país que tirou um presidente por impeachment e em que o Congresso Nacional vota a perda de mandato de seus pares pela moralização tem instituições muito fortes", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.