EFE
EFE

Presidente da LG, Koo Bon-moo, morre aos 73 anos

Ele estava hospitalizado há vários dias em estado grave

EFE

20 Maio 2018 | 01h30

SEUL - O presidente do grupo empresarial sul-coreano LG, Koo Bon-moo, morreu aos 73 anos após permanecer vários dias hospitalizado em estado grave, anunciou a companhia neste domingo, 20. 

Koo, que estava internado no Hospital da Universidade Nacional de Seul, foi submetido desde abril de 2007 a duas cirurgias provavelmente relacionadas com um tumor cerebral, segundo a imprensa sul-coreana.

Koo Bon-moo era o neto de Koo In-hwoi, fundador em 1947 e 1958 respectivamente da empresa química Lucky 1947 e da companhia de eletrônica Goldstar, início do conglomerado.

Ambas se fundiram em 1995 e o nome do grupo, considerado o quarto maior da Coreia do Sul, passou a ser LG (as siglas de ambas as empresas).

+++ Seul interroga líderes de conglomerados empresariais por caso de corrupção envolvendo presidente

Após informar do estado crítico do presidente, a direção da LG se reuniu no dia 17 de maio para tratar sobre sua sucessão, e confirmou seu filho, Koo Gwang-mo, como a pessoa indicada para tomar as rédeas do grupo, que inclui o gigante da eletrônica LG Electronics.

"Koo Gwang-mo (de 40 anos) conta com suficiente prática no negócio, já que tem uma vasta experiência graças ao seu cargo como gerente estratégico", diz um comunicado emitido após a reunião.

A votação para tornar Koo Gwang-mo presidente vai acontecer no próximo dia 29 de junho durante a junta anual de acionistas. /EFE

Mais conteúdo sobre:
LG

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.